• Reconectta

Prêmio Desafio 2030: conheça os vencedores


Com o intuito de reconhecer o trabalho desenvolvido por escolas de todo o Ensino Básico para cumprir os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), a Reconectta, o Instituto 5 Elementos e a Virada Sustentável São Paulo, em parceria com o Catraquinha, realizaram pela primeira vez o Prêmio Desafio 2030 – Escolas transformando o nosso mundo.

Já nesta 1ª edição, recebemos 41 projetos inspiradores de 27 instituições diferentes, incluindo escolas públicas e particulares de Educação Infantil, Ensino Fundamental 1 e 2, Ensino Médio e EJA da grande São Paulo que foram avaliados por uma equipe independente e interdisciplinar, formada por profissionais gabaritados e especialistas em Educação, Sustentabilidade e Cultura.

Os projetos foram avaliados considerando os seguintes critérios:

- Contexto e relevância do projeto com a realidade escolar e com os 17 temas dos ODS;

- Transformação da realidade escolar e do território;

- Número de temas dos 17 ODS que o projeto abrange;

- Quantidade de atores da comunidade escolar e fora dela, bem como parceiros de conteúdo e ação;

- Protagonismo dos alunos no processo.


As escolas vencedoras foram premiadas na cerimônia de abertura da Virada Sustentável que aconteceu no dia 24/08 no UNIBES cultural e contou com a presença do Haroldo Machado Filho, assessor sênior do PNUD.

Para nós, foi uma honra conhecer melhor cada um dos projetos inscritos e perceber que os ODS estão sendo trabalhados de forma integrada e consistente dentro das escolas, estimulando mudanças importantes de hábitos e contribuindo para uma melhora na qualidade de vida nesses espaços educadores.

CONHEÇA AS ESCOLAS PREMIADAS

Educação de Jovens e Adultos – Escola ETEC Heliópolis

Projeto: Mobiliário Sustentável

Educador(a) responsável: Valéria Santos

Neste projeto, alunos e professores pesquisaram sobre técnicas construtivas de mobiliário urbano aliando tecnologias mais sustentáveis, incluindo captação de água de chuva, energia solar e tomadas com entrada USB. Eles construíram o projeto completo, integrando diversas técnicas, utilizando software de desenho, desenvolvimento de maquete e criação de protótipo, com o objetivo de desafiar e estimular os estudantes no conhecimento técnico, prático e científico.

Ensino Médio - Colégio Bandeirantes

Projeto: Educação para Sustentabilidade

Educador(a) responsável: Rosiani Telles

O projeto busca identificar os desafios e buscar soluções que melhorem a qualidade de vida de todos. A primeira etapa é a realização de um diagnóstico participativo aprofundado sobre o atual estado do colégio ligado à sustentabilidade estrutural, cultural e relacional. A partir da identificação dos principais desafios, criam-se estratégias de intervenção que serão aplicadas para sua resolução (Aprendizado Baseado em Problemas), contando com o envolvimento dos diferentes atores da escola e tendo o aluno como o principal protagonista deste processo.

No ensino Fundamental II tivemos um empate e as duas escolas foram premiadas.

Ensino Fundamental II – EMEF Duque de Caxias

Projeto: A arte de ocupar os espaços educativos na metrópole

Educador(a) responsável: Paulo Roberto Magalhães

O projeto tem a finalidade de apontar como é possível transformar a educação a partir dos muros da escola, realizando aulas abertas em diferentes espaços públicos, assegurando a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promovendo a oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos. A Interdisciplinaridade e a colaboração estiveram presentes ao longo de todo o processo que contou com a participação de alunos e professores de diferentes ciclos de aprendizagem e a colaboração de importantes coletivos e moradores do bairro.

Ensino Fundamental II - Colégio Miguel de Cervantes

Projeto: Agenda Escolar Sustentável

Educador(a) responsável: Carla Szazi Marum

A Agenda foi elaborada de acordo com os preceitos da Agenda 21 e é bastante dinâmica, sendo constantemente reformulada e revisitada de acordo com as demandas do colégio. As ações são separadas por área de atuação e incluem: água, energia, consumo consciente, resíduos, gestão ambiental e áreas verdes e biodiversidade. O pensamento sistêmico é visto como essencial para implantação de uma cultura de sustentabilidade duradoura dentro do colégio, e as ações são realizadas em várias frentes que devem dialogar entre si.

Ensino Fundamental I: Colégio Oficina Pindorama

Projeto: Aquaponia Vida

Educador(a) responsável: Claudia Aparecida da Silva Corrêa

A aquaponia despertou o interesse da equipe pois, segundo eles, poderia ajudar na superação de vários desafios identificados na escola. Durante todo o processo de pesquisa e implantação a equipe recebeu contribuições de grupos de pais, agricultores, biólogos, permacultores e outros profissionais. Não gastar tanta água na produção de alimentos, conseguir alimentos mais saudáveis em menos tempo, aprender fazendo em conjunto e multiplicar os saberes para colegas, pais e responsáveis foram alguns dos inúmeros frutos colhidos por toda a comunidade escolar.

Ensino Infantil - EMEI Dona Leopoldina

Projeto: Construindo Viveiros de Infância

Educador(a) responsável: Marcia Covelo Harmbach

O Projeto Político Pedagógico “Construindo Viveiros de Infância” reafirma diariamente as concepções da Pedagogia da Infância, onde as crianças, a partir das possibilidades oferecidas como Espaços Educadores, Conselho Mirim, Educação Ambiental, passam a ter uma relação de pertencimento com o espaço, sendo autoras dos fazeres, manifestando-se de forma criativa e crítica fazendo escolhas mais autônomas e conscientes.

“O melhor resultado veio de uma ex-aluna: Beatriz, que foi para o primeiro ano e veio nos visitar, entrou na sala e disse: diretora, você pode ir à minha escola e explicar para os adultos de lá como funciona o Conselho de Crianças? Lá não tem, e ninguém escuta as crianças”.


0 visualização
Reconectte você também!
Receba novidades e nossos conteúdos exclusivos:
Acompanhe nosso trabalho nas redes sociais: